O que é a fitoterapia

A fitoterapia tem como significado o tratamento através da utilização de medicamentos de caracter vegetal. Como sabemos antes da farmácia ser de caracter químico, nesta eram realizados tratamentos com base em plantas medicinais.

Para quem não sabe o significado de fitoquímico, podemos-lhe dizer que este nome está associado a um tratamento vegetal, a curar e a preservar a saúde através da utilização de plantas medicinais. Ao longo dos tempos e cada vez mais se vem a salientar que uma alimentação saudável, rica em vegetais e frutas é um excelente método para o tratamento de muitas doenças, dado a composição destes alimentos conter uma elevada fonte de fotoquímicos.

Os diabetes, o cancro, a hipertensão arterial e a arteriosclerose são algumas das doenças cronicas que podem ser tratadas através da utilização de fitoquímicos, uma vez que os fitoquímicos não possuem ácidos gordos nem colesterol na sua composição, porém são compostos por um elevado teor de fibras, ácido fólico entre outros componentes que atuam como protectores do organismo.

Esta actualmente comprovado que a percentagem de pessoas que consomem frutas e legumes em abundancia têm menos riscos de vir a sofrer de cancro do pulmão, cancro do colo do útero, cancro do pâncreas e cancro do cólon.

Eis alguns dos alimentos que contêm propriedades anticancerígenas: hortelã pimenta, tomilho, orégãos, pepino, arroz integral, centeio, trigo integral, tomates , brócolos, soja, citrinos, entre outros.

Como pode verificar existe uma grande quantidade de alimentos que segundo a maior parte dos especialistas podem actuar como protectores da nossa saúde. Deste modo e tendo em conta tudo o que fora referido anteriormente, se quiser ser saudável deve integrar na sua alimentação alimentos saudáveis, pois só assim irá conseguir obter um corpo saudável e forte.

Neurastenia

Neurastenia ou neurose, é uma doença a nível do sistema nervoso, esta exterioriza-se essencialmente através da diminuição das capacidades do sistema nervoso central. Existem inúmeros factores que poderão contribuir negativamente para o desenvolvimento desta doença, dentro destes podemos destacar as alterações emocionais muito fortes, intoxicações alcoólicas, o excesso de consumo de tabaco, o esgotamento cerebral e a permanência excessiva em locais pouco ventilados. Podemos afirmar que estes são os principais factores responsáveis pelo aparecimento da neurastenia, no entanto devemos frisar que existem muitos outros factores contributivos para o seu aparecimento.

Tal como todas as doenças a neurastenia também apresenta alguns sintomas específicos, desta forma esta doença poderá dar origem a tremores sem razão aparente, dormência das mãos, dormência das pernas e pés, estados depressivos, alteração do estado de concentração, aumento da irritabilidade, aumento da fadiga e cansaço, entre outros.

Tendo em conta que esta doença esta ligada directamente com o nosso sistema nervoso e que esta o enfraquece bastante, como tratamento é fundamental que procure fazer algumas actividades que lhe dêem prazer, deve procurar descansar correctamente, sendo fundamental umas boas horas de sono e deve procurar fazer caminhadas matinais diariamente, sendo que se possível as deve realizar na praia ou num local de bastante ar puro, de forma a que estes pequenos momentos matinais lhe propiciem prazer, lhe aliviem o stress e lhe dêem força para enfrentar o seu dia-a-dia sempre com um sorriso no rosto.

Uremia

Uremia é uma doença causada pela acumulação de ureia no sangue, a ureia é um elemento muito importante que se encontra presente na urina, sendo esta obtida através dos alimentos, e depois eliminada através dos rins em determinadas quantidades estabelecidas pelo organismo. Contudo se os rins estiverem danificados estes não vão conseguir eliminar correctamente a ureia, o que propicia a acumulação desta no sangue, dando deste modo origem à uremia, uma vez quando a ureia presente no sangue é excessiva esta torna-se bastante toxica. Logo este problema está associado a uma insuficiência renal, que quando não tratada a tempo a uremia poderá tornar-se crónica ou aguda.

Tratamento


Para as pessoas que sofrem deste problema é fundamental que saibam que existem alimentos bons e maus para a uremia, desta forma é recomendado que coma muitas verduras, legumes, saladas, frutas, sendo a abóbora, a beterraba o agrião, a maçã, melancia, abacaxi, coco e a pêra alguns dos alimentos mais recomendados para este problema, dadas as suas propriedades diuréticas, uma vez que estas propriedades ajudam os rins a eliminar a ureia.
Ainda falando de tratamentos a geroterapia poderá também ajudar a desenvolver o bom funcionamento dos rins, logo deve aplicar compressas de argila sobre os rins. Tendo em conta as características desta doença o ponto principal que qualquer pessoa que sofre deste problema deve ter o cuidado de controlar a quantidade de líquidos ingeridos e a quantidade de líquidos que são libertados, uma vez que para que haja um bom funcionamento renal é fundamental que a quantidade de líquidos libertados seja igual à quantidade de líquidos ingeridos.

Enfraquecimento dos nervos

Se queremos que o nosso sistema nervoso tenha um bom funcionamento é fundamental que o nosso organismo receba regularmente uma grande diversidade de nutrientes, proteínas e vitaminas. Pois quando o organismo não consegue obter as quantidades necessárias de nutrientes, proteínas e vitaminas as células nervosas começam-se a danificar e a morrer. Deste modo o nosso organismo fica mais debilitado e vulnerável ao aparecimento de inúmeras doenças de carácter nervoso. No entanto as doenças do sistema nervoso para além de terem na sua origem os défices nutricionais, estas também poderão surgir associadas a diversas pancadas que poderão ter lesionado ou até mesmo destruído algumas células nervosas. Porém para além destes dois factores a destruição das células nervosas também poderá estar associada ao processo natural de envelhecimento, a determinadas infecções e a determinadas doenças, como é o caso da diabetes e artrite.

Como sabemos a regeneração das células através do próprio organismo depende essencialmente do tipo e grau de lesão, logo nem todas as células nervosas poderão vir a ser regeneradas. Ao dar-se o enfraquecimento ou extinção de alguns nervos poderão desencadear-se alguns sintomas, como a atrofia muscular, perda da sensibilidade, paralisia parcial ou total, aparecimento de problemas respiratórios, aparecimento de problemas cardíacos, alterações da pressão arterial, entre outros.

Tendo em conta as consequências que advêm dos danos nervosos, a pessoa afectada por este problema deverá evitar situações que lhe possam causar stress, deve ficar afastado de todas as preocupações que o rodeiam e deve repousar bastante. Quanto à alimentação deve optar por refeições ricas em vegetais crus e frutas, sendo deste modo também aconselhado a extinção do consumo de café, chá preto, álcool e tabaco.

Tal como outras doenças este problema é fundamental que seja acompanhado por um médico especialista, pois só este lhe poderá indicar todos os métodos e truques que o possam ajudar a contornar e extinguir este problema.

Doença da próstata

A doença da próstata, denominada por prostatite é uma doença que tal como o nome indica afecta a próstata – órgão urinário e reprodutor do homem. Essencialmente esta doença é caracterizada por uma inflamação de carácter crónico ou agudo da próstata. Normalmente esta inflamação tem na sua origem agentes infecciosos, agentes não infecciosos, gonorreia, bactérias, hiperplasia da próstata e estreitamento da uretra.

Geralmente esta doença afecta os homens com idades compreendidas entre os 40 e 45 anos de idade, pois é essencialmente nessa idade que a próstata aumenta de volume. O ardor, o desconforto perineal, as perdas de urina nocturnas, a febre, os calafrios, as dificuldades em urinar a dor e a comichão são alguns dos principais sintomas causados pela prostatite.

Como verificamos anteriormente esta doença poderá ter na sua origem inúmeros factores, deste modo a prostatite pode ser classificada como prostatite não bacteriana, prostatite bacteriana e prostatite granulomatosa.

Ao sofrer de prostatite o doente deve ter o cuidado de mudar alguns dos seus hábitos diários de modo a atenuar a inflamação aguda da próstata. Desta forma deve fazer banhos de acento de água morna 2 a 3 vezes ao dia, deve ter muito cuidado na higienização sexual e genital, deve excluir do seu dia-a-dia o consumo de álcool, café, refrigerantes, chocolates, chá, comidas muito condimentadas, alimentos enlatados, gorduras animais, alguns lacticínios, como os queijos, deve também excluir o consumo de alimentos fritos, alimentos doces e deve evitar ao máximo o consumo de sal. Para além das medidas anteriormente citadas, durante a fase de inflamação aguda é muito importante que evite o contacto sexual, pois isto poderá agravar ainda mais a inflamação. Deste modo para atenuar a inflamação é fundamental implementar no seu dia-a-dia a prática de uma alimentação saudável e variada, pois só assim conseguirá resultados positivos. Porém neta situação o doente não deve dispensar um acompanhamento médico regular, para que este possa constatar a evolução desta doença, pois o que por vezes é simples, muitas das vezes pode originar um problema de saúde muito complicado.

Nefrite

A nefrite é uma doença que afecta os rins, sendo esta caracterizada pela inflamação dos seus tecidos. Normalmente esta doença surge derivado a infecções onde haja a formação de pus, como por exemplo apendicite, sinusite, abcessos e amigdalite, podendo esta doença também ser resultante de doenças infecciosas, como a gripe, a pneumonia, difteria e a malária.

Normalmente esta doença tem tendência a manifestar-se mais em mulheres na fase gestativa, essencialmente durante os últimos 3 meses de gravidez. Tal como muitas outras doenças, a nefrite também apresenta alguns sintomas, como debilidade motora, hipertensão arterial, uremia, vómitos, dores cefálicas, febre, náuseas, vómitos, entre outros.

Ao deparar-se com esta doença é fundamental ter alguns cuidados, deste modo deve ficar em repouso absoluto, deve evitar locais frios e deve-se agasalhar bem, de forma a activar um elevado grau de produção de suor. A nível alimentar deve excluir do seu cardápio alimentos de cariz gordo, alimentos muito condimentados, carnes e seus derivados e deve também evitar o consumo de leite e seus derivados. Sendo assim deve incutir no seu dia-a-dia a prática de uma alimentação rica em vegetais e frutas frescas, bem como deve também consumir água fresca em abundância ou sumos naturais. Ainda falando a nível alimentar, enquanto a nefrite permanecer deve eliminar totalmente o consumo de sal em todas as refeições. 

Sugestões alimentares: Refeições exclusivas de abacaxi e melão e consumo de sumo de limão ou agrião diluído em água, bem como o consumo de sumo natural de tomate.

Colecistite

Doença resultante da infecção da vesícula biliar. A vesícula biliar é um pequeno órgão anexado à parte inferior do fígado, que tem como função o armazenamento de um líquido esverdeado, este que quando segredado irá ajudar no desenrolar do processo digestivo e intestinal. Sabe-se que o fígado de um adulto chega a produzir ao longo de um dia perto de 850 ml de bílis, acabando este depois por ficar armazenado na vesícula biliar.

A amigdalite, a hepatite, a cirrose hepática e os cálculos biliares, são alguns dos principais responsáveis pelo aparecimento da colecistite, uma vez que estes proporcionam o aumento da inflamação da vesícula biliar.

Tal como muitas outras doenças a colecistite também apresenta alguns sintomas, dentro desses poderemos destacar a dor intensa e incomodativa sobre o lado direito do ventre, podendo esta também alongar-se até à região do estômago, febre, náuseas, má disposição e alteração do ritmo cardíaco são alguns dos principais sintomas causados pelo desencadear da colecistite.

Sendo assim se se deparar com a manifestação de todos os sintomas anteriormente apresentados, ou se desconfiar que tenha contraído esta doença é fundamental que procure imediatamente ajuda médica e evite fazer esforços bruscos. Depois após lhe ser detectado este problema, lembre-se sempre que deve aplicar algumas práticas no seu dia-a-dia, pois só assim irá conseguir colmatar esta doença. Desta forma deve optar por refeições muito saudáveis, deve evitar comer carne, produtos gordos, fritos, manteigas, margarinas, ovos e lacticínios. E como não podia faltar, é recomendado que ingira bastante água ao longo de todo o dia.